EXPOSIÇÃO GRÁTIS | Jean-Michel Basquiat

Cultura

Com mega-exposição, Jean-Michel Basquiat ganha retrospectiva inédita no CCBB.

Guia da Semana - Uma viagem à street art da Nova Iorque dos anos 1970 e 1980 te espera no CCBB até abril. Desembarcam em três andares do museu cerca de 80 obras do paraíso criativo de Jean-Michel Basquiat, a primeira retrospectiva do artistas nova-iorquino no Brasil.

Conhecido por pinturas explosivas - um caldeirão de colagens, grafites e traços que se assemelham a desenhos infantis - Basquiat é saudado como o

primeiro artista negro a abrir caminho no mundo predominantemente branco das galerias de arte. Hoje seus quadros chegam a valer US$ 110,5 milhões.

É de uma dessas milionárias coleções (a maior) que vêm as obras da exposição paulistana. Do acervo do israelense Jose Mugrabi chegam telas, desenhos e gravuras que compõe uma retrospectiva da curta e intensa produção de Basquiat.

Ao morrer precocemente, por overdorse de extasy e cocaína aos 27 anos, Basquiat tinha produzido cerca de 2 mil peças. Entre as mais icônicas, estão no CCBB Untitled (Yellow Tar and Feathers) e Untitled (Hand Anatomy), uma das primeiras de sua carreira.

Andy Warhol também está presente. O ícone da pop arte foi um grande colega de Basquiat e, da parceria, o CCBB expõe quatro telas: Heart Attack, Thin Lips, Eggs e Untitled (Two Dogs). 

Outra pérola da mostra é um conjunto de pratos pintados por Basquiat em homenagem aos artistas admirados por ele - Pasolini, Picasso, Dalí e, é claro, Warhol - expostos no segundo andar do museu.

Nas palavras de Pieter Tjabbes, curador da mostra, “a habilidade de projetar sua poderosa personalidade e sua inteligência aguda para dentro de sua obra mantém as realizações de Basquiat sempre vivas”.

SERVIÇO

Preço Grátis

Data 25 de janeiro até abril

Horário: 9h às 21h

CCBB

Rua Álvares Penteado,, 01012-000

Telefone (11) 3113-3651